Polícia Ambiental de Pirassununga localiza aves silvestres em cativeiro

Pirassununga, 5 de outubro de 2017 – A Polícia Ambiental de Pirassununga realizou durante esta quarta-feira (4) mais uma apreensão de pássaros e gaiolas em atendimento de uma denúncia sobre suposta degradação ambiental. A ação desta vez aconteceu pelo município de Araras onde estaria ocorrendo manutenção irregular de aves silvestres em cativeiro. Todo o material e as aves foram recolhidas e as devidas multas aplicadas.

Segundo a polícia, a equipe com o Cabo Melo e Soldado Mafra se deslocou até a cidade de Araras onde conseguiu constatar que em uma residência haviam aves da espécie coloeirinhas papa-capim, um um pássaro preto e ainda mais dois da espécie trinca-ferro verdadeiro.

De acordo com os policiais foi infringido a lei ambiental que pune o ato de “ter em cativeiro aves da fauna silvestre sem autorização ou licença do órgão ambiental competente”. Diante dos fatos foi arbitrado auto de infração ambiental na modalidade de multa simples no valor de R$ 2.500.

Dando sequencia na ocorrência, foi vistoriada mais uma casa da mesma rua onde foi encontrado uma ave da espécie papagaio-verdadeiro mantido em cativeiro sem que fosse apresentada autorização do órgão ambiental competente. O fato gerou mais um auto de infração ambiental na modalidade de advertência.

De acordo com a Polícia Ambiental, todas as aves encontravam-se bem acondicionadas em gaiolas individuais com alimentações fartas e em boas condições de higiene. Elas permaneceram depositadas com seus respectivos infratores, pois já se encontravam em avançado estágio de domesticação, não sendo recomendada a soltura das mesmas na natureza.

Estando cientes das suas responsabilidades com as aves, os proprietários ainda foram informados que também responderão na esfera penal nos termos da Lei de Crimes Ambientais nº 9.605/98.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *