PM registra flagrante de tráfico de porte e drogas nesta segunda-feira

Pirassununga, 17 de outubro de 2017 – Dois casos envolvendo entorpecentes foram registrados durante a noite desta segunda-feira (16) pelo Plantão Policial de Pirassununga. Um deles foi um tráfico ocorrido pela Vila São Pedro onde um homem acabou preso. Já o outro foi um porte de drogas na Vila Esperança, Zona Norte da cidade.

1º caso
Pouco antes das 18 horas, a Polícia Militar com o Cabo Boscollo e Soldado Barboza receberam denúncia anônima via COPOM de que pela Rua Francisco Caruso um indivíduo estaria traficando drogas. Eles se deslocaram ao local e se depararam com um rapaz que estaria entregando algo para dois desconhecidos, que se evadiram.

De acordo com o BO, assim que avistou a polícia, o indivíduo empreendeu fuga, e enquanto fugia dispensou um pacote para dentro de um imóvel de esquina entre as ruas Francisco Caruso e Acácio Honda. Os PMs conseguiram deter o indivíduo e encontraram o  pacote no imóvel, cuja proprietária autorizou a entrada para pegar o embrulho. Tratava-se de uma sacola plástica contendo 19 trouxinhas de maconha.

Foi feita revista pessoal no acusado sendo encontrado em um dos bolsos a quantia de R$144. O suspeito, lavrador de 20 anos, morador do próprio bairro, negou que estivesse traficando. Foi dada voz de prisão em flagrante ao rapaz, a qual foi ratificada pelo delegado Maurício Miranda de Queiroz. Ele foi conduzido à Cadeia Pública onde permanecerá à disposição da Justiça Pública.

Drogas 2
Pouco após às 23 horas, os PMs Francisco e Alan receberam denúncia via COPOM de que pela Rua Estados Unidos, Vila Esperança dois indivíduos, um desempregado de 20 anos e um servente de 28 anos estariam comercializando entorpecentes. A informação dava conta que na casa de um deles haveria drogas armazenadas.

Os policiais então rumaram para o local e lá os encontraram em atitude suspeita. Segundo o BO, no momento em que iam ser abordados, um deles (o servente) dispensou alguma coisa no chão, próximo ao seu pé, uma cápsula de plástico transparente, contendo em seu interior, substância branca em pó aparentando ser cocaína.

Em continuidade às investigações, rumaram para a casa do servente, uma vez que não portava documento. No local ele permitiu a entrada dos policiais e imediatamente apontou para dentro do seu guarda-roupas, onde guardava uma porção de maconha, a qual afirmou ser para seu uso pessoal. Diante disso, os autores foram detidos e apresentados na delegacia. Foram qualificados e liberados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *