Pirassununga registra seis casos de violência doméstica em apenas um dia

O carnaval de Pirassununga não contou com ocorrências de grande gravidade, mas curiosamente, neste domingo (11), o Plantão de Polícia registrou nada menos que seis casos de lesão corporal e violência doméstica. Os crimes aconteceram em vários pontos da cidade, sendo que um deles foi considerado flagrante, ocorrido na Zona Norte da cidade.

Por volta das 14h30 deste domingo (11), o caso mais grave ocorreu pela Avenida Duque de Caxias Norte. A Polícia Militar com os PMs Faria e Éder foi acionada ao local no momento em que realizavam patrulhamento pela região. A informação era a de que um homem teria acabado de agredir sua companheira.

Quando a viatura policial chegou, se deparou já com o SAMU realizando o atendimento uma mulher, vendedora de 23 anos, moradora da Vila Santa Fé, que estava toda ensanguentada. Cerca de 30 metros à frente, os policiais puderam ver que a população havia detido um homem de 35 anos, pintor, que teria sido o autor da agressão.

A vítima disse aos policiais que é casada com o autor há quatro meses e que naquela tarde havia lhe pedido dinheiro para comprar bebidas e drogas. Como a mulher negou, ele teria passado a agredi-la com socos no rosto. Como forma de defesa, a vítima disse que desferiu uma mordida na barriga de seu marido.

Os dois foram encaminhados ao Pronto Socorro e posteriormente ao Plantão de Polícia. A vítima desejou representar por medidas protetivas de urgência prevista na Lei Maria da Penha. De acordo com o boletim de ocorrências, a mulher afirmou que esta não foi a primeira vez que foi agredida pelo marido.

A voz de prisão dada pelos policiais foi ratificada e o pintor foi encaminhado à cadeia pública local, onde permanece à disposição da Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *