Liminar da Justiça determina a volta do serviço de zona azul em Leme

Pirassununga, 11 de maio de 2017 – A empresa responsável pela zona azul de Leme conseguiu na Justiça uma liminar para continuar operando na cidade. A decisão do juiz Fábio Evangelista de Moura suspende, até decisão final, o cancelamento do contrato. Na última segunda-feira (8),o serviço foi interrompido pela prefeitura, que alegou que havia problemas na prestação do serviço, como falta de vagas e falta de parquímetros.

A Prefeitura de Leme informou que já entrou com recurso para tentar suspender a decisão. “Vale ainda salientar que a decisão sobre o cancelamento de contrato de concessão foi baseado em diversas irregularidades apontadas através de parecer jurídico nº 021/2017 da procuradoria do município de Leme e por decisão administrativa da Secretaria de Segurança, trânsito, cidadania e Defesa Civil”, informou a administração em nota.

Na segunda-feira (8), a Prefeitura de Leme decidiu romper o contrato com a empresa que faz a cobrança da tarifa de zona azul. A administração municipal alega que a Zona Azul Brasil não prestava contas detalhadas ao município. A empresa negou qualquer irregularidade e entrou com um mandado de segurança na Justiça contra a decisão.

Segundo o secretário de Segurança e Trânsito, coronel João Arrais Seódio Neto, até hoje a administração não tem a informação de quantas vagas parquimetradas eram oferecidas pela empresa.

Fonte: G1/EPTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *