Delegado alerta quanto a casos de furtos em residência

Pirassununga, 13 de setembro de 2017 – Pirassununga passa por um período de muitos casos de invasão e furto em residências. Bandidos de outras cidades têm passado pela cidade e realizando “visitas” em imóveis dos mais diversos bairros. O objetivo é o de subtrair aparelhos de valor como TVs de última geração, notebooks e telefones celulares. Esses produtos, em sua maioria, são revendidos no mercado paralelo em grandes centros como a Capital Paulista.

O delegado titular de Pirassununga, Dr. Francisco Paulo de Oliveira Lima alerta para a questão dos furtos em imóveis e ainda comenta o caso de uma TV recuperada em São Paulo, no bairro Cidade Tiradentes, que havia sido furtada na cidade. A localização foi possível devido ao sistema de rastreamento do aparelho.

Nestes casos, segundo o delegado, o melhor a se fazer é deixar a casa o mais protegida possível, com alarmes e sistema de monitoramento. Os ladrões optram por residências de alto padrão, que possam conter aparelhos eletrônicos mais modernos.

“A região inteira está com problema de furto em residência e nós tivemos um caso inusitado. Conseguimos recuperar uma televisão em São Paulo. Uma quadrilha da Capital veio e vendeu essa televisão em um dos comércios da Santa Efigênia e conseguimos recuperar na Zona Leste de São Paulo. O aparelho tinha um aplicativo onde a gente conseguiu rastrear e chegar em uma residência na Cidade Tiradentes, um lugar extremamente perigoso e violento. Foi um furto ocorrido no Centro de Pirassununga durante o dia”, afirmou o delegado.

Foram feitas observações nas imagens coletadas, mas nenhum dos integrantes da quadrilha era conhecido da região. “Nós chegamos a ver as imagens dos autores e na região ninguém conhecia. Esse pessoal de São Paulo vem e fica observando uma oportunidade de entrar em uma casa boa, levam os objetos para São Paulo e vendem para receptadores esse aparelhos pela metade do preço”.

A orientação é para que as pessoas tenham o máximo de atenção quanto suas casas. “As pessoas têm de ter bastante atenção, se puder fazer um seguro e se cerquem de tudo que for possível. E se puder coloquem um sistema de rastreamento, porque funciona. Foram recuperados muitos celulares por isso”, finalizou o delegado.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *