Polícia Ambiental aplica multa por crime de corte ilegal de árvores

Pirassununga, 31 de maio de 2017 – A Polícia Ambiental de Pirassununga realizou nesta terça-feira (30) a “Operação Mineração” pela área do 1º Pelotão. Foram constatados crimes ambientais e aplicadas multas cabíveis pela supressão de vegetação. A PM Ambiental divulgou também uma ação realizada no início de maio resultando na apreensão de materiais utilizados na pesca predatória.

Uma equipe embarcada composta pelo 1º Tenente Ivo, Cabo Paiva e Soldado Ezequiel apoiada pela viatura com Cabo Cantelli e Soldado Silvério e equipe CGP com Sargento César e Cabo Nilton constataram a supressão de 15 exemplares arbóreos nativos, através de corte isolado, em área comum, com uso de ferramenta manual do tipo machado.

Segundo a polícia, o fato aconteceu em propriedade rural localizada próxima ao rio Jaguari Mirim. Diante da situação foi lavrado auto de infração no valor de R$ 4.500. O infrator ainda responderá na esfera penal por ter infringido o art. 38-A da Lei 9605/98.

Apreensão de material
No último dia 12 de maio (uma sexta-feira), a Polícia Ambiental intensificou a fiscalização para coibir a pesca predatória no rio Mogi Guaçu em Cachoeira de Emas. A equipe embarcada composta pelo Tenente Ivo, Cabo Paiva e Soldado Ezequiel realizou patrulhamento à jusante do dispositivo de transposição de peixes no período noturno.

Na ocasião, os PMs conseguiram apreender oito redes de emalhar que totalizaram 150 metros de material, dispostas em locais não permitidos nos termos da Instrução Normativa do IBAMA (algumas com pescado capturado). Ainda foram flagrados pela equipe dois indivíduos pescando em local proibido, sendo elaborados dois autos de infração. Os materiais foram recolhidos a sede do Pelotão para destinação adequada.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *