Operação Madeira: Polícia Ambiental aplica quase R$ 300 mil em multas

Pirassununga, 12 de agosto de 2017 – A Polícia Ambiental de Pirassununga finalizou nesta sexta-feira (11) os trabalhos da “Operação Madeira”, que teve como objetivo fiscalizar estabelecimentos situados em toda a região. Na última quinta-feira (10), duas madeireiras foram visitadas, em Pirassununga e Santa Cruz das Palmeiras – com autuação e notificação lavradas. Nesta última etapa os policiais estiveram em Rio Claro. No total, foram aplicados quase R$ 300 mil em multas devido a irregularidades encontradas.

Neste último dia da “Operação Madeira” pela área da 7ª Companhia de Polícia Ambiental, os trabalhos foram realizados sob supervisão do Capitão Marcos e Comandada pelo 1º Tenente Ivo com a equipe composta por Cabos Nilton, Donizete e João e Soldado Vergel.

No município Rio Claro foi fiscalizada em uma madeireira. No local foi visto que seu Documento de Origem Florestal – DOF, em comparação ao volume de madeira nativa no pátio, tinha volume inferior em relação ao que constava no documento. Após a aferição foi constatada a venda de 16,45 metros cúbicos de madeira nativa serrada sem a emissão do DOF. Diante dos fatos foi lavrado o auto de infração ambiental no valor de R$ 4.937.

Segundo a Polícia Ambiental  a “Operação Madeira” – realizada dos dias 7 a 11 de agosto teve os seguintes números:
– 92 policiais em efetivo empregado
– 45 viaturas empregadas
– Dois bloqueios rodoviários
– 32 veículos fiscalizados
– 10 pátios madeireiros fiscalizados
– 10 boletins de ocorrências da Polícia Ambiental lavrados
– 16 Autos de Infração Ambiental lavrados
– Um veículo apreendido (caminhão)
– 4.114 Kg de carvão apreendido:
– 204,45 metros cúbicos de madeira apreendida
– Total de multas: R$ 298.009,07.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *