Oito pessoas são presas suspeitas de adulterar medidores de energia em Leme

Pirassununga, 13 de julho de 2017 – Oito pessoas foram presas em Leme nesta última terça-feira (11) suspeitas de adulterar medidores de energia. Segundo a Polícia Civil, o crime é inafiançável. As investigações da “Operação Blecaute” começaram na cidade Limeira há cerca de 40 dias.

Em Leme, vários pontos de comércio foram vistoriados. Em alguns, os policiais encontraram um conector acoplado às caixas de força, que registrava um consumo menor do que o real. Segundo a Polícia Civil a fraude consistia em adulterar o relógio de medição de energia elétrica.

Um eletricista não muito capacitado, sem autorização da Elektro, fazia as inversões de polo e consistia a fraude nesse sistema. A pessoa pagava menos energia porque o relógio iria aferir menos consumo.

Fonte: G1/EPTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *