Mudança no estatuto rende mais um título paulista ao São Paulo

Não foi só o Corinthians que faturou um título do Campeonato Paulista nesse ano. O São Paulo entrou com pedido junto à Federação Paulista de Futebol (FPF) para que a conquista do Estadual de 1931 passasse a ser reconhecida pela entidade como mais um dos triunfos do Tricolor no Estado e obteve uma resposta positiva. A partir de agora, o clube do Morumbi passa a somar 21 títulos paulistas, ainda atrás de Palmeiras e Santos, ambos com 22 conquistas, e Corinthians, disparado como maior campeão depois de vencer o torneio 28 vezes.

E o reconhecimento do título de 1931 só foi possível diante de uma alteração no Estatuto do clube. O novo texto mudou a data de fundação de 16 de dezembro de 1935 para 25 de janeiro de 1930, quando o clube ainda carregava o nome de São Paulo da Floresta. A mudança, em 1935, se fez necessária por causa de problemas financeiros que forçaram o clube a se ‘refundar’.

Como é de praxe, a diretoria comunicou a Federação Paulista sobre as alterações em seu Estatuto e, aproveitou a oportunidade, para solicitar o reconhecimento do título de 1931. Após análise, a FPF atendeu o anseio do São Paulo e acrescentou a conquista em seu repertório de glórias.

O São Paulo se consagrou campeão à época em grande estilo. A equipe liderada pelo ídolo Arthur Friedenreich ficou à frente de Palestra Itália e Santos na tabela, por apenas dois pontos, e chegou ao título ao golear o Corinthians por 4 a 1 em pleno Parque São Jorge, com dois gols de Armandinho, um de Friedenreich e outro de Araken Patusca. Guimarães descontou para o Timão.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *