Homem se esconde dentro de freezer para não ser capturado pela polícia

Pirassununga, 19 de junho de 2017 – No início da tarde do último sábado (17), a Polícia Militar de Pirassununga capturou um homem, comerciante de 39 anos, que era procurado pela Justiça. Ele foi detido em seu estabelecimento comercial, situado na Avenida Newton Prado e, para tentar escapar, teria se escondido dentro de um freezer de bebidas. O indivíduo é acusado de graves crimes e já havia sido preso em 2015, mas estava em liberdade.

De acordo com o boletim de ocorrências, a Polícia Militar com o Cabo Rozada e Soldado Regazzo faziam patrulhamento pelas imediações quando avistou o autor, dentro do seu comércio. Já era sabido dos policiais que contra ele pesava Mandado de Prisão expedido pelo Juízo da 1ª Vara da Comarca de Santa Rita do Passa Quatro.

Ainda segundo o BO, ao avistar a viatura se aproximando, o autor correu para o fundo do seu comércio, onde se escondeu dentro do freezer para não ser encontrado. Feitas as buscas pelo local, os PMs o encontraram ali escondido. Foi então dada voz de prisão sendo o acusado levado ao Pronto Socorro e em seguida apresentado ao Plantão Policial, onde foi ratificada sua prisão. O autor foi recolhido à Cadeia Pública local, onde se encontra à disposição da Justiça.

Acusação
No dia 14 de agosto de 2015, policiais civis das cidades de Santa Rita do Passa Quatro e Porto Ferreira, apoiados por equipe de Pirassununga prenderam na madrugada, o comerciante contra o qual havia um mandado de prisão temporária expedido pelo Fórum de Santa Rita do Passa Quatro. Segundo a polícia ele seria integrante de uma quadrilha ligada à receptação de maquinários agrícolas, golpes de seguro, furtos, entre outros atos ilícitos.

Outros membros da quadrilha foram identificados e presos. Na ocasião, os policiais cercaram sua casa e em seu interior foi encontrada uma pistola calibre 635, carregador, telefone celular e um rastreador de caminhão, que foram apreendidos. Na ocasião, o procurado foi preso em flagrante por posse irregular de arma de fogo. Neste caso a ação da Polícia Civil foi simultânea em mais cinco cidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *