Depeche Mode volta ao Brasil falando de política após superar ‘clima conturbado’

Vinte e quatro anos depois, o Depeche Mode volta ao Brasil, mas só em 27 de março de 2018. O show já tem ingressos à venda e será o último da “Global Spirit Tour”.

No primeiro show por aqui, a banda inglesa de rock eletrônico atravessava um período conturbado, com o vocalista David Gahan enfrentando sérios problemas com o vício em cocaína e heroína. Chegou a ser considerado clinicamente morto por dois minutos, após uma overdose em 1996.

Não que seus colegas também estivessem muito bem. Aquela foi a última turnê com Alan Wilder, que deixou a banda em 1995. O tecladista Andrew Fletcher, alegando “instabilidade mental”, se afastou por alguns meses e sequer veio ao Brasil.

Lançando um disco por ano na década de 1980, o Depeche Mode explodiu com “Music for the Masses”, de 1987, com os hits “Strangelove” e “Never let me down again”. Na turnê de 1988, já tocavam em estádios lotados nos EUA. A partir daí, passaram a fazer turnês cada vez maiores, sempre em estádios e passando por cada vez mais países.

Em seus 37 anos de carreira, o Depeche Mode já vendeu mais de 100 milhões de discos e é considerada uma das mais influentes bandas de música eletrônica de todos os tempos. Todos os seus 14 álbuns de estúdio entraram no Top 10 do Reino Unido.

Depeche Mode em São Paulo

Quando: 27 de março de 2018 (terça-feira)

Onde: Allianz Parque – Francisco Matarazzo, 1705 – Água Branca

Ingressos: R$ 620 (pista premium), R$ 320 (pista), R$ 460 (cadeira nível 1), R$ 240 (cadeira superior). Há meia-entrada, mas as meias para pista premium estão esgotadas

Venda pelo site: www.livepass.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *