ARTESP orienta motoristas sobre horários de pico nas rodovias no feriado

Pirassununga, 13 de abril de 2017 – O movimento nas rodovias paulistas que dão acesso ao Litoral e Interior na Região Metropolitana de São Paulo deve se intensificar a partir do início da tarde desta quinta-feira (13), em razão do fim de semana prolongado pelo feriado da Paixão de Cristo e Páscoa. A previsão é que o tráfego seja intenso até a noite, mas em alguns casos o volume deve permanecer alto até o início da madrugada, como no Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI).

As concessionárias de rodovias paulistas implantarão operações especiais para garantir mais conforto, segurança e agilidade aos usuários que vão viajar. Na sexta-feira (14), o movimento deve voltar a ficar intenso a partir das 7h em algumas das rodovias. A previsão é que durante esse feriado, mais de 1,8 milhão de veículos circule pelas rodovias concedidas paulistas que têm acesso à Região Metropolitana de São Paulo.

A ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) alerta sobre os cuidados a serem tomados em caso de neblina. Quando a visibilidade for prejudicada, o motorista deve reduzir gradualmente a velocidade e manter aceso o farol baixo – tanto de dia como à noite. Nunca deve parar na pista ou ligar o pisca alerta com o veículo em movimento. O período de maior incidência de neblina já terminou, mas em algumas regiões do Estado de São Paulo, o fenômeno climático ainda tem sido observado com certa frequência. Na região, na rodovia Anhanguera, o trecho de serra em Santa Rita do Passa Quatro é um deles.

Em todas as rodovias haverá reforço no monitoramento, operação e manutenção dos equipamentos operacionais, como call box, câmeras de TV, painéis de mensagem, veículos de apoio e equipes de atendimento. Também está previsto aumento no número de guinchos, ambulâncias e veículos operacionais em geral, além da implantação da operação “papa-fila” nos pedágios para agilizar a passagem nas cabines de cobrança manual, quando necessário. O trabalho é desenvolvido em parceria com a Polícia Militar Rodoviária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *